Oi, Curitiba! Chegamos

O custo de vida para os moradores de Curitiba está cada vez mais alto. Somente no mês de julho, a inflação no município, medida pelo IBGE, liderou o ranking das capitais do país ao atingir 1,60% do IPCA. A alta reflete principalmente no transporte, vestuário e na alimentação. Para ajudar as famílias a saírem do sufoco e economizarem mais, a Facily, primeira plataforma de social commerce da América Latina, faz sua estréia na região permitindo que o os consumidores comprem diversos produtos a preço de atacado. 

O aplicativo permite a compra coletiva de itens variados do varejo, desde alimentos da cesta básica, hortifruti, eletrônicos e até acessórios para celular, somados a mais de 10 categorias. O sucesso da plataforma, que já conta com mais de 5 milhões de downloads, está na experiência única proporcionada aos usuários. “Saímos do tradicional e criamos uma ferramenta que, realmente, vale muito a pena para o consumidor e aos pequenos produtores. Além de criar um ambiente atrativo, temos a oportunidade de transformar realidades e ser uma solução em meio a tanta dificuldade”, afirma Luciano Freitas, cofundador e CMO da Facily. 

O valor das mercadorias no aplicativo é mais em conta porque, para adquirir um produto, o usuário cria grupos de compra e compartilha com seus amigos, colegas e familiares. Nesse sentido, quanto mais pessoas participarem, menor será o preço que cada um irá pagar. Além disso, a empresa tem como propósito pagar melhor quem produz e vender mais barato para quem precisa, sendo peça chave na democratização do e-commerce, que muitas vezes tem altos valores de frete e ainda não chega a todas as regiões do país. 

“Pensamos em um serviço que fosse includente e que, de fato, impulsionasse a economia local. Com a Facily, fazemos isso ao darmos preferência para produtores que vendem mais barato e, assim, contribuímos diretamente com as famílias”, ressalta Luciano.

Nesse processo de democratização do e-commerce, a economia local também é impulsionada, uma vez que a retirada dos produtos acontece nos próprios comércios de cada região, que podem aproveitar a oportunidade para vender outros itens disponíveis no estabelecimento. Em relação ao pagamento, a Facily não se limita apenas ao cartão de crédito, podendo ser feito ainda por transferência bancária, PIX, boleto e até mesmo em dinheiro, direto no ponto de retirada.

A Facily opera dentro de um mercado com grande potencial de crescimento, e que deve movimentar mais de US$ 474 bilhões em 2023 apenas na China.  O serviço já está disponível na Grande São Paulo e cidades do interior paulista, Belo Horizonte, Salvador, Rio de Janeiro, Recife, Porto Alegre e Brasília, com planos de expansão para outras capitais. O aplicativo pode ser baixado no smartphone pelo sistema Android e iOS.